sábado, 25 de outubro de 2014

O dedo que aperta confirma




Os brasileiros pagam dívidas com o carisma e depositam no voto, seus sonhos mais otimistas.Sou brasileiro e não me excluo disso! Talvez se o voto fosse concedido com medo do surgimento de um país pior, daquele que não reconheceríamos nem se falássemos "brasileiro" em terceira pessoa, fôssemos mais "Brasil", fôssemos não unânimes, mas unidos em olhar para um futuro e não para nós mesmos.

Felipe Lucchesi

Nenhum comentário: