domingo, 2 de setembro de 2012

Dicas de um turista-Férias no Rio de Janeiro

A música diz que "...o Rio de Janeiro continua lindo..." e de fato continua mesmo!

Depois de dez anos,voltei ao Rio e a experiência foi incrível!

Visitei os principais pontos turísticos da cidade e vi de perto, essa gente que parece viver em cenários "naturais" das novelas do autor Manoel Carlos.As esquinas escondem trilhas sonoras de novelas das 21 horas.

Quem pensa que carioca vive na praia está enganado! As praias costumam lotar mesmo aos finais de semana e durante a semana, o mar está para peixe apenas para os turistas, que marcam presença durante todo o ano.

É muito fácil utilizar transporte público e até mesmo, aconselhável.Sai muito caro andar de táxi de um lado para o outro,sendo que os ônibus e metrô conseguem atender a maioria dos pontos turísticos.
Quem procura por uma boa praia,indico Ipanema, mais precisamente do posto 6 ao 9, onde há um público mais jovem e muito "gringo" simpático.O posto 9 é o mais procurado pelos artistas,pois lá sabem que é possível encontrar fotógrafos com grande facilidade.
Há muito "turismo sexual" e um dos pontos mais procurados é a balada "Le Boy", onde boa parte do público frequentador não esconde o interesse pela procura por sexo, que aliás,é fácil encontrar casais e grupos praticando sem qualquer pudor, num lugar dentro da balada considerado "point" por esses interessados.Para quem quer curtir um bom som e estar com gente bonita e interessante, é melhor procurar outras baladas!
O Cristo Redentor possui vista paradisíaca e sensação de paz.Sempre está muito lotado,mas compensa enfrentar tudo isso!
Pão de Açúcar?Indispensável.Lá ainda é possível fazer um passeio de helicóptero por cerca de 120 reais.Topa essa?
Um dos lugares mais sensacionais, é o Jardim Botânico! Indo sozinho ou acompanhado,curtindo natureza ou não, será um passeio inesquecível da mesma forma.
Rio de Janeiro é uma dessas cidades que você conhece e tem vontade de voltar sempre!

Felipe Lucchesi

Abaixo, alguns links que servirão para você se localizar na cidade.

Ônibus,táxi e metrô
http://www.rioguiaoficial.com.br/rio-de-janeiro/informacoes-turisticas/transportes-urbanos#

Calculadora-Tarifa de Táxi-Rio de Janeiro
http://www.tarifadetaxi.com/rio-de-janeiro#taxis-especiais

domingo, 22 de julho de 2012




Foto que tirei recentemente desse momento que para mim nada mais é que um espetáculo da vida.

Felipe Lucchesi

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Maria Rita faz homenagem à Elis Regina em show especial


Era sábado,o sol estava presente e uma multidão se espremia para ver Maria Rita e para ouvir Elis Regina.O show começou com poucos minutos de atraso mas nada que atrapalhasse ou incomodasse o grande espetáculo que estava para acontecer.
Maria Rita chegou ao palco discretamente e sem estrelismo.A música "Como nossos pais", cantada brilhantemente por Elis, foi cantada logo no início do show.
Sou de uma geração que conheceu Elis Regina através das músicas que ela cantava e daquilo que o povo e mídia falava.Pude conhecer um pouco mais dessa cantora que falava com a alma e interpretava canções atemporais.
Por mais que o show fosse num local público,aberto,não presenciei nenhuma briga ou qualquer outro tipo de confusão.A paz estava presente!
Quem foi ao show não se arrependeu e quem não foi, perdeu!

Felipe Lucchesi

terça-feira, 24 de abril de 2012

Musical “Hair-O encontro de gerações

Quem viu o filme:”Hair” já chega ao teatro com uma imensa expectativa e quem ainda não viu,espera ser surpreendido.Nos dois casos, as pessoas saem satisfeitas!
O musical “Hair” que encerra sua temporada em São Paulo deixa um sabor de “quero mais” em todos que curtem a história antes mesmo de terem visto o espetáculo e para aqueles que passaram a conhecer tudo através da belíssima atuação dos atores e atrizes do musical, despedem-se desse mundo encantado e tão sonhado por todos, com muita alegria e principalmente  pelo privilégio que tiveram de desfrutar e serem conquistados pela essência da vida transmitida ao longo da peça, sem pudores e com emoção à flor da pele.
A história é atemporal e conta a vida de jovens que querem apenas viver livremente, sem censura e buscarem a cada minuto a essência da vida e do ser humano, sem qualquer preconceito ou pré julgamento.
Atores e atrizes dão um show de talento, seja na atuação,no canto ou no carisma e carinho que tem com o público no decorrer da peça, que aliás, investe na quebra da famosa “ quarta parede” conhecida no meio teatral, que seria a forma de interagir com o público de uma maneira que ele também faça e sinta-se parte do enredo.
A nudez do elenco discreta mas muito comentada nos meios de comunicação é apenas uma forma que os diretores e organizadores  encontraram para expressar a liberdade e pureza, que ainda acreditamos existir em boa parte dos seres humanos habitantes dessa Terra.
“Hair” passa a ser uma experiência de vida, pois retrata o sonho de qualquer pessoa que ainda acredita que podemos ser melhores que somos nos dias atuais e podemos espalhar essa bondade e pureza de sentimentos para todos.
Felipe Lucchesi
Últimas apresentações em São Paulo
De 26 a 29 de abril, no Auditório Ibirapuera

quinta-feira, 12 de abril de 2012

Seguro desemprego

Uma das piores coisas que inventaram foi o seguro desemprego. Por conta disso em qualquer empresa agora há um acúmulo de fracassados que não trabalham corretamente para serem demitidos e ganharem "dinheiro fácil" depois.

Felipe Lucchesi

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

É só folia no Carnaval?

Acontece apenas uma vez por ano a festa que para muitos pode ser considerada "a festa do povo" e para tantos outros, apenas mais uma festa diante de muitas comemorações e feriados inventados. Já desfilei e em 2012, resolvi acompanhar o Carnaval tendo a visão que o público pode ter.Fui ao sambódromo do Anhembi e expondo uma opinião muito otimista, gostei muito daquilo que presenciei. Carros alegóricos coloridos, cheios de luzes e criatividade. No chão, pessoas com sorriso no rosto por poderem desfrutar da passagem inesquecível na passarela do samba e enredo das escolas surpreendente.
Não querendo esconder nada, não poderia comentar apenas sobre o lado bom do Carnaval. Meses antes dos desfiles ocorrerem, os mais apaixonados pela grande festa, correram atrás dos ingressos, que este ano foi vendido por um site e pelo próprio Anhembi e outros lugares responsáveis por grandes eventos, que tiveram filas enormes de pessoas que buscavam comprar ingressos(meia entrada) que poderiam ser obtidos apenas pessoalmente e não virtualmente, como muitos esperavam.A dor de cabeça começou antes mesmo da quarta feira de cinzas, quando é possível desfrutar da desagradável "ressaca".
Já no dia do desfile, ao chegar próximo do sambódromo, era fácil ouvir as reclamações dos foliões mais fiéis do carnaval paulistano. Todos alegavam que até ano passado, ônibus gratuitos eram disponibilizados em algumas estações de metrô, facilitando a ida das pessoas a passarela do samba.Este ano não teve facilidade alguma para essas pessoas, que tiveram que enfrentar muito trânsito e ônibus que cobravam passagem e abusavam da lotação do veículo.
Chegando no Anhembi, faltava informação em relação a entrada de todos os setores. Nem os camarotes escaparam dessa, prova de que pagar caro não é garantia nenhuma de qualidade.
Já dentro do sambódromo, depois de muito andar para achar a entrada correta, era possível notar que faltava policiamento para tantos foliões.Presenciei duas brigas que logo acabaram e não precisaram da ação da polícia para tal.
As torcidas de escolas de samba arrastam algumas pessoas fanáticas, que ao invés de aproveitarem a festa, preocupam-se em distribuir bandeiras da escola para as arquibancadas, colocar na beira da arquibancada a faixa com o nome da escola de samba e priorizando uma torcida que acaba por regredir qualquer evolução de educação num lugar em que ainda é possível manter pessoas com torcida declarada para diferentes escolas de samba,que infelizmente estão virando torcidas organizadas, assim como já presenciamos nas torcidas de times de futebol.
Não podemos esquecer da serpentina, confete e principalmente, da alegria que o Carnaval despeja em todos nós.



Felipe Lucchesi

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Bola fora do futebol-Fanatismo?

A tragédia que houve no Egito em pleno estádio de futebol mostra a todos o grau de violência e fanatismo que uma pessoa pode chegar.No Brasil já houveram casos parecidos e pelo fato de sermos conhecidos mundialmente como o "país da bola" e reconhecidos como o país com os melhores jogadores de futebol, devemos também nos preocupar em sermos bons torcedores, afinal, quem sabe jogar com dignidade também deve saber torcer com respeito.



Felipe Lucchesi

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Rita Lee-Show de Desrespeito



Desacatar autoridade e fazer apologia ao uso de droga? Você que está errada senhora Rita Lee! Pode não ser nada para a senhora que está cantando em cima do palco, alguém usar um "baseadinho" e causar confusão na plateia mas para nós meros espectadores é grande coisa, pois somos nós quem aguentamos o empurra empurra e brigas, por conta desse mesmo baseadinho(sem descartar as bebidas é claro). Esse mundo de "tudo pode" deve ter limite! Aos meus queridos amigos e conhecidos que usam droga, saibam que não os julgo por isso mas também não os defendo.


Felipe Lucchesi