domingo, 15 de novembro de 2009

Os Filósofos me contaram...

No fundo, em alguns casos, bem no fundo mesmo, no fundo até daquelas pessoas que acham que nada têm...todos nós somos um pouco filósofos.
Mergulhado nessa "cultura alternativa", me encontrei descrente de muitas coisas, muitas pessoas e um tanto despudorado para enfrentar certas situações, que para quem segue uma vida de regras, rotina, etc, seria quase uma terapia alternativa a ser seguida. Eu sou obrigado a seguir regras, rotina, mas as sigo, contrariando-as a todo tempo e me fazendo contrariar muitas vezes. O que será que um filósofo faria no meu lugar? Mas eu mesmo no começo desse texto não havia dito que todos nós somos um pouco filósofos? O detalhe definitivamente faz a diferença...disse apenas "um pouco".
Hoje em dia não há filósofos na prática, há filósofos na teoria e revoltados na prática, que bem de longe, podem ser considerados um pouco além que meros filósofos.
Até mesmo os filósofos hoje em dia são vítimas disso que carregamos todos os dias, (ou ela nos carrega?), que se chama: vida.
A vida em si não é uma novela mexicana mas devo lhe contar que todos nós somos vítimas no contexto geral.
Achamos que sabemos de onde viemos, achamos que sabemos quem somos e tentamos achar algo sobre para onde iremos.
A verdade é que não sabemos de nada e para não nos sentirmos perdidos e abandonados num mundo estranho e muito "mágico", determinamos algo uma "verdade universal", que passa a ser o "alimento de cada ser humano para seguir em frente" ou a saída de cada ser humano" para fugir das regras sempre que pode, porque afinal, será que tudo isso realmente vale a pena para uma realidade que na verdade nem conhecemos?"


Felipe Lucchesi