quarta-feira, 29 de julho de 2009

Desabafo

Hoje em dia levo várias questões muito seriamente. Antigamente, era tudo visto como " passageiro" e o "para sempre" parecia muito distante. Quando comecei a perceber que as consequências do "para sempre" estavam causando efeito em mim e na minha vida, é que percebi que já era "adulto".

Felipe Lucchesi

domingo, 12 de julho de 2009

A chuva me fez pensar!


Numa tarde chuvosa enfrento a difícil tarefa de ter que sair de casa. Por mais que deteste sair de casa em dia de chuva, me arrisco na aventura. Caminhando sossegadamente pela calçada com meu singelo guarda-chuva, eis que avisto um ônibus. Essa poderia ser uma visão totalmente normal até então que moro numa cidade grande e meu planeta ainda se chama Terra, porém, tudo isso aconteceu enquanto chovia. O resultado é claro foi um belo "banho de chuva" que o motorista fez questão de me dar, ao passar propositalmente numa poça de água.
Quando acontece uma situação dessas, que mostra a maldade das pessoas pura e cegamente, é que me dou conta o quanto sou importante para o mundo. Pessoas boas estão virando minoria, e grande parte das pessoas está adquirindo uma maldade sem tamanho, limite e "alvo". É aí que penso também (é fato que penso em muitas coisas) que a felicidade é por merecimento e somente por merecimento. Não é todo mundo que nasce para ser feliz e muito menos para amar. Falando em amor, não posso deixar de citar, o tipo de pessoa (que com certeza você já deve ter esbarrado com uma dessas pelo menos uma vez na vida. Se ainda não esbarrou, esbarrará ou você faz parte desse tipo) que quando vê que está com alguém que tudo indica para um caminho com fidelidade, dedicação e amor entre ambas, acaba por escapar da situação terminando o relacionamento, por mais que depois fale para todos que procura um bom e duradouro relacionamento e blá, blá, blá, toda aquela conversa de gente que engana a si mesma apenas.
Será que eu penso, acho e faço demais ou muitos que estão fazendo de menos?

Felipe Lucchesi