sexta-feira, 1 de maio de 2009

Sai da frente !

Observando o trânsito de São Paulo e ao mesmo tempo,fazendo parte dele,é possível notar que motoristas:de ônibus,moto ou até mesmo bicicleta,têm uma ânsia de correr e de estar sempre em vantagem,em busca de menos tempo para chegar onde quer e mais espaço nas ruas.Quem nunca viu um carro em duas pistas ao mesmo tempo?Seria um carro obeso?Se fosse,acho que até respeitaria,mas não,aposto que era um carro como qualquer outro,com um motorista mal educado e sem noção das coisas.
A falta de respeito e consideração é absurda! No mesmo instante em que um motorista xinga uma mulher dirigindo,por mais que a mesma nem tenha feito barbeiragem,uma mulher se revolta com a barbeiragem de um homem e o xinga também.O motoqueiro discute com o motorista de ônibus e a ambulancia,viatura de polícia e corpo de bombeiro,fica perdida nessa muvuca toda,pedindo atenção e espaço para todos e com grande dificuldade consegue obter êxito nessa situação.
Acho que deveria ter uma pista especial para "carros especiais de emergência",que mesmo tendo sirenes ensurdecedoras,ainda não conseguem o respeito que deveriam receber.Por mais que sempre algum engraçadinho e dando um "jeitinho brasileiro" usasse essa pista(quem sabe recebesse multa se muitas coisas mudassem nesse país),ainda sim,seria de grande utilidade e necessidade.
Abra caminho para viaturas de polícia,corpo de bombeiros e ambulancia,quem sabe amanhã pode ser você à espera de alguma delas!


Felipe Lucchesi

10 comentários:

Lucas Vallim disse...

O problema de trânsito e, acima de tudo de ÉTICA, é, infelizmente, uma coisa séria no Brasil. Essa coisa de jeitinho brasileiro não leva a gente pta lugar nenhum. Gostei da tua atitude a colocar esse texto aqui!

Até mais

Bella disse...

Falta respeito... paciencia... educação... bom senso...
Aqui em Salvador temos via exclusiva para ônibus que quase nunca é respeitada, pois andar nessa via significa ter que parar no ponto de ônibus. Já vi uma 'criatura' depilando a sombracelha enquanto dirigia. Tudo bem que o transito estava lento...mas ainda assim...me poupe. Fui obrigada a dar razão aos machos de plantão: "mulher no volante..." E pra completar a lista de absurdos, outro dia uma ambulancia provocou um acidente enquanto corria, desviando dos outros carros, pra dar socorro...socorro a uma pilha de blocos que seriam usados na construção da casa do motorista.

Acredito que antes da pista especial que você sugere, deveria existir educação especial para os motoristas.

Obrigada pelo comentário no meu blog. Apareça quando quiser :)

Charlie Dalton disse...

A cidade do caos. O trânsito é o maior causador dele.

Sinceramente, agora, que sou apenas passageiro, não fico TÃO estressado com isso não. Eu fico cantarolando de terminal [de ônibus] a terminal a canção: "é tão lindo andar na cidade de São Paulo". É o jeito, né?!

Henio disse...

Ola! garotinho, quanto tempo, pensei que vc teria sumido, mas foi só do recanto, reencotrei teu blog e como sempre muito informativo e analitico, bem do seu modo.
fiquei feliz por perceber que eu é que estava sumido, mas já passou
by e até a proxima.

RodrigO [PortugA] disse...

Em Sp o que impera é a falta de respeito!
No dia em que todo mundo tiver noção que as leis de transito devem ser respeitadas, o transito melhorará e muito, o dificil é se ter essa consciencia quando não há campanhas para fazer isso!
Ótimo post mlk!
AbraçO

Beatriz disse...

Páis subdesenvolvido que pensa como país subdesenvolvido (o que faz com que ele não se torne desenvolvido). Esses dias estava andando de carro e vi um carro do governo andando na pista exclusiva para ônibus, inaceitável.

Gostei do texto!]
Beijo

darsh. disse...

concordo com o que disse, mas há de se levar em conta também o fato de que muitas dessas viaturas e ambulâncias às vezes ligam a sirene só para poder passar na frente mesmo. sem emergência alguma.
pelo menos aaqui no ES isso acontece direto!

beijos

Tuca disse...

Meu pais morreu no trânsito, um ônibus veio em cima do carro dele.
O motorista tinha bebido, como eu já vi vários outros motoristas fazendo, inclusive meu pai, mas dessa vez ele foi a vítima. É aquela historia não basta política publica, tem que ter educação de transito tem que ter consciência.
beijos

Tuca disse...

Ops! eu quis dizer meu pai e não meu país.

Leco Vilela disse...

bom senso é sempre bem vindo!