sexta-feira, 29 de maio de 2009

Me esqueça !

Ele estava com malas prontas,passagem em mãos,no meio do Aeroporto.Havia convidado alguns amigos próximos para se despedirem,antes da viagem,para assim,quem sabe dessa forma,aliviar um pouco a saudade,que teriam que combatê-la,durante os próximos seis meses.
Depois que todos já estavam ao seu redor,tirando fotos,conversando e rindo muito,seu celular tocou e a surpresa veio de imediato.Era um amigo que não via há um ano mais ou menos.Ele o convidara para o encontro,mas apenas por educação e não propriamente por querer vê-lo.O tempo que passaram distantes,fizera ele sentir não mais saudade e sim,uma grande indiferença e distância,que até parecia que nunca tinham se conhecido.
Os motivos pelos quais dois amigos se separam,são vários,mas nesse caso,os dois estavam separados,mais por um problema pessoal consigo mesmo que seu amigo sempre enfrentava e acabava ignorando tudo e todos,que o personagem central da história,já tinha desistido de tentar,porque afinal,ninguém muda nada sozinho,sem a vontade do próximo também querer fazer o mesmo.
Depois de certo tempo,desligado o celular,o amigo surge em sua frente.O silêncio foi tamanho,que o personagem surpreso não conseguia nem ouvir sua própria respiração,dando a impressão,que até ela se surpreendera e se calara.
Os dois ficaram se olhando e os amigos em volta,por fim,resolveram dar uma volta.Os dois de fato precisavam conversar a sós.
Não houve o diálogo tão esperado pelos dois personagens para aquele momento.
O personagem central olhou fixamente para os olhos do amigo e disse:
------Me esqueça !
O amigo em sua frente não esperava tal resposta,por já ter sido perdoado várias vezes.Será que não poderia ter sido mais uma vez?Essa,tinha a certeza que seria a última.
O personagem depois da frase "jogada" em seu amigo,saiu de perto,segurando suas malas pesadas,já em direção ao embarque.Estava muito triste por tudo aquilo estar acontecendo.Gostava muito da amizade,do seu amigo e do quanto tinham conquistado juntos,em alguns anos de amizade.Ao mesmo tempo,sabia que amor e amizade não se compra e não se doa,apenas troca-se.
Depois desse encontro,não se sabe,se os dois amigos voltaram a conversar.Um diante do orgulho em procurar o outro e assumir seus próprios erros e o outro,por estar cansado de perdoar e investir numa amizade,que diante do outro,parecia ser indiferente.
Obs:Essa história foi baseada em um fato que aconteceu comigo.


Felipe Lucchesi

17 comentários:

Igo Araujo disse...

quando se joga uma frase nessas na cara de alguém, é porque nao pode existir mais nada

flws
abçs

Lucas Vallim disse...

Que coisa triste, cara.

Bella disse...

Triste mesmo...
Triste porque, apesar de um dos dois pensar que o afastamento trouxe indiferença, o que transborda é a mágoa.
E será que o convite foi apenas um gesto educado? Ou será que a saudade e o medo de, diante de tanto tempo que passaria fora, sentir distancia aumentar falou mais alto que o orgulho?
Talvez o perdão só esteja demorando um pouco mais que das outras vezes. Talvez o que perdoa tenha medo de dar, mais uma vez, o braço a torcer e sofrer mais uma vez. Talvez aquele que machuca cresça com a saudade e mude. Talvez o tempo apague a mágoa. Tempo...tempo...só ele tem o dom de mudar as coisas.

Texto transbordando sentimento...amo...
E se precisar de mais amigos, estou aqui.

Adorei o comentário no meu blog. Meu segundo nome? Maria do Bairro...rss ;)

Beijão

exoticlic.com disse...

ja coloquei seu link no meu blog

darsh. disse...

dedicação a amizades sem retorno é uma das piores coisas que ja passei.
seu texto me atingiu nesse ponto, acabei de lembrando de coisas do passado tb.
:(

Edson Costa disse...

Ual! Seria orgulho em admitir um erro ou em perdoar? Seria medo de perder uma amizade ou de sofrer novamente?
.
Já estive numa posição semelhante, mas não tive a chance de escolher perdoar ou não, pois esse amigo se fizera definitivamente indiferente.
Pior, se tornara meu maior inimigo!

Bruna Benedet disse...

nossa que triste =(
Seria medo de perder uma amizade ou de sofrer novamente?[2]

RodrigO [PortugA] disse...

Me esqueça é uma frase muito forte a ser "jogada" na cara de alguem. Esquecer uma pessoa que foi sua amiga é impossível, mas com certeza eles voltaram a se falar se a amizade for realmente verdadeira pq ela vence qq desentendimento
Otimo post!
AbraçO

Thais Motta disse...

Adorei teu blog moço !

To acompanhando , muito bom aqi ;)
Voltarei mais vezes !

Beijos e boa semana ;**

Nata Rangel disse...

É dificil ouvir algo assim, mas nada na vida é definitivo.Uma pessoa pode dizer para pedir pra esquecê-lo, mas em seu intimo talvez não seja realmente isso que esteja sentindo.

Gostei do seu blog, me faça uma visita.

Bj!

casteloletras disse...

Oi Felipe! Vi seu blog em uma comunidade de parcerias entre blogs.Estou muito interessada em fazer parceria com voce! Muito bom te blog.
Bo aqui vai o meu http://casteloletras.wordpress.com/
se quiser deixa um comentario lah que jah colocarei seu link. (:

Lari. disse...

Já perdi amigos pela indiferença. É difícil acreditar, fomos tão amigos. Estou prestes a perder um amigo por causa de um problema pessoal meu. Não há dor maior pra mim. Se você é o amigo que não consegue perdoar o outro, respire fundo. Se você é o outro... Bom, ainda não sei o que vou fazer se essa amizade que eu tenho acabar. Me dê a mão. "/
=)

Larissa disse...

Eu teria perdoado. Acho.
Parceria é sempre bem vinda, o que mandas? :*

Patricia disse...

até quando perdoar? até quando as forças acabarem.
eu perdoava, se a amizade fosse mudar tudo bem, se ela fosse acabar tudo bem também. é só que, a vida anda curta demais para a gente deixar coisas mal resolvidas.

beijo*

Bala Salgada disse...

Amigos que são amigos se importam.

E aí, quanto tempo. Tem um meme pra você.

Bruna Calland disse...

Sem palavras. Mas que tu escreve bem,escreve. Parabéns,teu blog tá perfeito. Beijos,Bruna Calland.

Bala Salgada disse...

Caramba, todas essas histórias que vão virar livro?
São contos ou capítulos?
Parabéns!