terça-feira, 7 de abril de 2009

Essa praia não te pertence mais !

Excelente iniciativa do prefeito João Paulo Tavares Papa que alterou a legislação municipal,proibindo animais a passearem pelas areias das praias de Santos(São Paulo),com exceção dos mesmos que fizerem o passeio no colo do dono.É de extrema necessidade que haja essa proibição,devido ao grande número de cães e gatos que fazem suas necessidades fisiológicas nas areias que todos pisam e têm contato direto,correndo o risco de terem sintomas prejudiciais a saúde.O lugar que é procurado para lazer,não pode ser mais um imã para problemas !

Felipe Lucchesi

17 comentários:

Bruna disse...

haa perfeito! Amei seu blog =)
Eu tenho uma cachorrinha e moro no litoral,então costumo leva-la pra passear na praia. Sempre notei que a maioria das pessoas levam os cães e gatos em coleiras e poucos se importam com a limpeza, eu sempre levo a minha no colo pra evitar esse tipo de coisa, acho q essa lei deveria ser implantada em todo o litoral =)

bjoos

Igo Araujo disse...

eeh
menos mal...
mas e os cachorros de rua? qm vai proibi-los de andar por lá? Oo"

flws
abçs

Felipe disse...

Concordo Felipe,
mas sabe o que acho também? Que deveria ser criado um espaço para os donos passearem com os cães...

Bell Bastos disse...

Certíssima a iniciativa. =D

Leco Vilela disse...

Boa iniciativa, mas avale a pena tbm concientizar os donos de levaram a tão famosa sacolinha pra recolher as vezes de seus animais, que se todo tivessem essa conciência os animais poderiam andar por ai sem essas limitações... Poderiamos tbm por em vigor uma lei que proibisse as pessoas de jogar óleo de cozinha na pia já que um litro do mesmo polui mil litros d'água... e venhas isso tbm é prejudicial a saúde.

rezitchaa: disse...

cara, tu realmente escreve pro Diário de São Paulo e pra revista IstoÉ? 'Oo

Leninha.! disse...

vlw a opinião...hehehe.. ja te adc para seguir o blog.
bjo

Lari. disse...

Sabe que eu sempre pensei nisso? Me irrita bastante encontrar dejetos de animais boiando ao mar! hehehe!
Agora, qual vai ser a medida adotada para evitar que os cachorros e gatos que vivem na rua não poluam a praia também?

BEijo;*

Tainá Facó disse...

Pôxa, mas a natureza também é dos animais. O problema do homem é querer se apossar de tudo. Eles precisam de um espaço, assim como nós temos o nosso.

Bella disse...

"Pôxa, mas a natureza também é dos animais. O problema do homem é querer se apossar de tudo. Eles precisam de um espaço, assim como nós temos o nosso."

Eu estava aqui pensando no que escrever. Já ia, por impulso, culpar os donos que não andam com os saquinhos de lixo para recolher a sujeirinha dos seus bichinhos, mas dai pensei e vi que trata-se de AREIA e não adianta recolher porque a contaminação continua ali...o saquinho só funciona nas calçadas.
Depois li o comentário acima e lembrei das várias vezes que vi animais aqui nas praias. Areia quente...calor insuportável...e eles com a carinha triste, desejando uma pontinha de sombra para se esconderem, um pouco de água doce para matar a sede, ou que algum milagre acabe com a coceira provocada pelo sal do mar.
Acho que eles não fazem muita questão desse espaço, né?

Bela iniciativa do prefeito de Santos. E que muitos outros prefeitos de cidades praieiras sigam o exemplo.

Sobre seu comentário no meu blog, não estou condenando a ação do Greenpeace. Sou voluntária da organização e participo de várias ações, sempre que acontecem na minha cidade.
O que questiono e condeno é o fato deles, em momento algum, admitirem que erraram...que planejaram mal este movimento. Foi um ato válido, sim, mas o posicionamento de alguns acabaram com a beleza do gesto.

RodrigO [PortugA] disse...

Se o dono limpasse o 2 do cachorro tava bom, poderia até deixar.
Acontece que o pessoal leva o cachorro pra fazer suas necessidades na rua e não recolhem a sujeira. Se o povo tivesse um pouco mais de cidadania não seria necessária essa proibição!
Abraço Felipe!

darsh. disse...

como é que se fiscaliza isso??

(pergunta idiota?? haha)

Nindah disse...

Amei seu blog... estou te seguindo... hehheheh!
bjinhus...

Nat Valarini disse...

Olá!

Este é um exemplo que deveria ser seguido por outras regiões.

É uma pena que as pessoas sejam tão sem amor ao próximo que precisem de uma lei proibindo algo para que façam o que é correto.

Esta é a cltura das terras Tupiniquins!

PS.: Vá até meu blog para receber um selo que repassei a vc.

Acho que vai gostar!

Kiso

lheofacker disse...

VAMOS À CULTURA :B!

Esse é o meio de contaminação do bicho geográfico, que tem como hospedeiro intermediário cães e gatos. Ele "fazem suas necessiades fisiológicas" na areia e se houver qualquer contato com um grão de areia (exageros à parte) infectado, a doença é contraída. Não há sintomas prejudiciais à sua saúde, mas o bicho "cava" na camada inferior à sua pele, deixando "vergões" por onde passa.

Fim da cultura.... >_<

Charlie Dalton disse...

Mesmo que não houvesse a lei, um "simancol" é bom, né !?

(Pra quem não sabe o que é "simancol", pergunte ao Felipe...)

Edson Costa disse...

Fala sério, como ninguém pensou nisso antes? Até por que é mais do que óbvio proteger lugares públicos de endemias diverssas.
Apesar de ser tardia e nem um pouco original, aplaudo de pé essa medida; ATÉ QUE ENFIM UM POUCO DE CONSCIÊNCIA, mesmo que seja obrigatória!