quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Numa livraria com Mário Prata

O meu primeiro encontro com Mário Prata foi numa livraria.Não havíamos marcado data alguma,hora alguma,lugar algum e muito menos,nos conhecíamos.Nós dois preferimos,talvez,deixar a “coisa rolar”,como muitos dizem por aí.
Vendo um livro aqui e outro acolá,avistei certo livro jogado em uma parte da estante que dizia ser apenas para “livros estrangeiros”,mas o que será que aquele Mário Prata estaria fazendo lá?Peguei para devolvê-lo a estante certa,mas me deparei com seu título e me interessei.

Sempre gostei de crônicas,mesmo antes,de saber que crônicas se chamavam crônicas.A gente é assim,gosta de uma coisa mas nem a conhece muito bem.Não muito diferente de quando nos separamos depois de uma ficada ou namoro,e dependendo do caso,percebemos que nada perdemos e sim “nos livramos”,porque afinal,gente ruim é que nem macumba,tem que passar adiante.
Sem esquecer do assunto...estava muito curioso quanto ao conteúdo que logo viria quando eu abrisse aquele baú de histórias.É engraçado porque sempre leio a sinopse do livro e depois o final dele,mas nesse caso,aconteceu diferente.Tentei a sorte logo de cara,folheando o livro rapidamente e parando numa página qualquer.A crônica se chamava:”O criado-mudo”.Comecei,gostei e li até o seu fim. Achei uma visão tão espetacular,um texto tão leve mas com mensagens intensas e humor tão bom,que fiquei curioso em conhecer mais textos desse escritor e também de conhecer sobre sua carreira,etc.
Chegando em casa,liguei o computador e procurei seu nome.É evidente que não demorei nem um segundo para achar algo que falasse sobre ele.Melhor ainda.Achei o seu site pessoal e passei dessa forma a lhe conhecer melhor.
Sou caçador de bons e “novos” escritores,assim como sou de cantores,blogueiros,etc.Acho que muitas vezes olhamos e nos importamos tanto com “estrelas” do passado e esquecemos de fazer outras novas estrelas,começarem a brilhar.Para se construir um passado é necessário olhar para o presente !
Mário Prata apareceu na minha vida num momento inesperado e não demorou muito para eu considerá-lo de “ouro”.

Felipe Lucchesi

27 comentários:

Anônimo disse...

Olá!
Claro que aceito Felipe.
Ficarei contente.
Já estou pondo o seu lá!
Beijos!

Diego?Glommer?Chuck? .? disse...

Poxa...


Não conhecia o trabalho desse autor.

Depois vou procurar algo a respeito dele.

Valeu pela a dica.


http://marmotatomica.blogspot.com

Blog do Vítor disse...

Vc q esteve no blog tv e diversão?

Yza. disse...

Não conheço o trabalho desse autor, mas como gosto muito de crônicas também, irei procurar.

Valeu pela dica.

Beijos

Felipe disse...

Grande Xará! Mil perdões, ontem tive problemas aqui com meu maldito servidor de emails e não pude me dedicar ao blog a não ser programar uma postagem. Segue aí! phemafra@hotmail.com , não estranhe, fico on apenas nos fins de semana!
Essa idéia de abrir o leque cultural é muito boa, também sou a favor dela. Leio livros pela sinopse, pela idéia que passam e nunca pelo autor, apesar de ter os meus preferidos. Confesso que gostei da descrição do livro, pois também prefiro as crônicas quando quero algo light. Vou procurar esse livro.
Grande abraço!

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Ótimo texto e ótimo gosto o seu!
Uma frase que me chamou atenção foi: "A gente é assim,gosta de uma coisa mas nem a conhece muito bem."
Muito legal isso, essa frase ajudara muita gente a realmente descobrir seu gosto!
Parabens!

Juliana disse...

Eu tambem adoro ler cronicas, e não conhecia esse escritor, vou procurar ler algo sobre ele! Tambem gosto de conehcer novos escritores!
^^

Juliano Jacob disse...

Mário Prata é definitivamente uma figura... Um de seus livros teve um capítulo interaivo com internautas... Não lembro qual foi...

Cibele disse...

Acho que já ouvi falar do Mário Prata, mas não conheço seu trabalho. Eu tenho uma amiga que é louca por crônicas. Vou falar a ela sobre o Mário, tenho certeza que ela vai adorar.

Beijo na alma.

Lari. disse...

Olá!

Sempre gostei muito de ler, embora nunca tenha me dedicado muito à essa prática. Gastava muito do meu tempo livre escrevendo, o que não é de todo ruim. O ruim é que eu deixei de conhecer muita gente, muitos grandes escritores que podiam me dar subsídio... Ainda é tempo, claro. Ontem mesmo ganhei o "A cabana", de William Young.
Acho que escrever é uma arte, uma das mais difíceis, das mais dignas de admiração. Não é fácil colocar emoção em palavras, não é verdade?

Ah! Sabe que eu nunca li o final de um livro antes de terminar a leitura? Nunca, nem antes de começar e nem durante, mesmo quando era tentada a fazê-lo! Ainda estou resistindo! heheh!

E olha, aceito trocar links sim! Obrigada por oferecer! Já vou te adicionar lá, ok?!
Um BEijo;*

Juliana disse...

então.. as imagens, quando eu vou arrastando não consigo colocar aonde eu quero, ai eu tento carregar todas no começo e depois escreevr no meio, mas não da certo tambem!
Eu acho que sou meio tapada!

Redator Edson Costa disse...

Oi Felipe!
Acabei de ganhar o selo "OLHA Q BLOG MANEIRO" e tenho q indicar mais dez blogs maneiros. Vou te indicar tbm (apesar de vc ja ter três)pois um prêmio a mais, outro a menos, não faz a menor diferença, né?! (bom, na verdade um a menos faz sim...)
Abração
Sucesso!!!!!

Thiago =) disse...

ei cara, tem selo pra vc lá no meu blog ^^

flww

darsh. disse...

nunca li mário prata, acredita?
=/

Patricia disse...

o Mário Prata é um cara legal, bem engraçado. e eu adoro crônicas - o gênero literário renegado, as dele são ótimas.

Chapeleiro disse...

Não conheço os escritos de Mario Prata, embora esse nome não me pareça desconhecido...

xBrunox disse...

Pois é, muitas vezes sem querer, a gente acha coisas tão boas que chegam a ser difíceis de acreditar que a gente sequer sabia da existência daquilo... Muitas a gente encontra, outras, passam e nós nem percebemos. =/

Mas assim é a vida, né? Fazer o q...

Oa, tem selo pra tu lá no meu blog!! :D

Abração!!

Cibele disse...

Felipe, tem um selinho pra você lá no meu blog. Passa e pega lá.

Beijo na alma

Cecília Sousa disse...

Como uma boa parte do pessoal que comentou, eu também não conheço o trabalho do Mário Prata - aliás, não conhecia, pois fui ler a tal crônica que você linkou. Exatamente do jeito que você descreveu: gostosa de ler, mas com uma lição ao final.

Engraçado um "encontro às escuras", como este, acontece tão por acaso, não é? Ahahaha! Muita sorte a sua.

Aliás, sobre nos adicionarmos à lista de blogs um do outro: já está feito - e com muito prazer.

:*

Yza. disse...

Indiquei um selo ao seu blog, depois pegue lá. Beijos :)

Apenas Alguém disse...

lógico q sim
é sempre um grande prazer e satisfação ter blog como o seu em minha lista
adoro blog com conteúdo e qualidade como o seu
grande abraço
té mais
Apenas Alguém
tomei a liberdade e lhe add no msn tbm
t+

Malu Paixão disse...

Putz, confesso que não conheco mario prata.
mas vou procurar me informar.. me interessei.
já te linkei felipe, tanto no blog dessa conta quanto no blog Lua do Antiquário.. se puder colocar o meu na sua lista de indicações será uma grande honra.
beijoss

Marcos disse...

Felipe, primeiramente fico feliz que tenha gostado do estilo do Simple, é sempre bom alguem massagear nosso ego, não é verdade?!
Meu caro, iria apenas lhe agradecer, mais me entretir com seu post a respeito do sr. Mário Prata, ainda não tive a oportunidade de ler suas cronicas, mais na verdade o que chamou minha atenção em seu texto, foi a concidencência de tema de uma antiga postagem minha a respeito da obra de Cecilia, e logo captei a mesma sensação quando descobrimos algo tão interessante para se ler...
Olha só meu deslumbre pela autora:

http://ssofl.blogspot.com/2009/01/normal-0-21-false-false-false_21.html#links

Terei a honra de troca links com a "mira", e concerteza voltarei.

MARCOS DO SIMPLE
www.ssofl.blogspot.com

Filipe aurelio disse...

fala cara blz vamo trocar links sim ja estou add o seu abraçao a hora qe add o meu me avise abraços

Apenas Alguém disse...

Olá Felipe
Tudo bem com você?
Venho até aqui entregar o Selo Dardos à você
Veja mais detalhes em meu blog
Grande abraço
Apenas Alguém

Amanda Hora disse...

Adorei a crônica! Com certeza prestarei mais atenção quando ouvir ou ler novamente Mário Prata...

Bala Salgada disse...

Coloquei o link ok? Não achei um banner.

Sucesso pra você!