sexta-feira, 29 de agosto de 2008

O Procurado

Um pouco "descrente" do filme ser envolvente,fui ao cinema e não tendo nenhuma idéia(nenhuma idéia mesmo) de como era a sinopse,nem tendo ouvido falar ou lido a respeito:"O Procurado",tive a agradável surpresa de me deparar com cenas instigantes na gigantesca tela do cinema,com uma história fictícia que faz você pensar tanto quanto pensaria lendo um livro da Agatha Christie.
A censura é de dezoito anos,porém a única cena mais "ousada"(em quase duas horas de duração)que aparece no filme,é essa da foto que você pode ver agora(a nudez de Angelina Jolie).Nem precisa mais ver o filme não é mesmo?!Brincadeira !!!risos Recomendo e recomendo novamente para quem curte um bom filme de suspense que te surpreende durante todo o tempo,contando com a atuação de bons atores num ritmo frenético de imagens e sons.
Se você já tem seus dezoito anos,corra para o cinema e se ainda não os têm,espere até lançar o dvd.É imperdível !!!


Ficha técnica do filme:"O Procurado"

Gênero: Ação
Distrubuidora: Paramount Pictures
Direção: Timur Bekmambetov
Roteiro: Jim Lemley, Jason Netter, Marc E. Platt, Iain Smith
Produção: Jim Lemley, Jason Netter, Marc E. Platt, Iain Smith
Música: Danny Elfman
Fotografia: Mitchell Amundsen
Elenco: James McAvoy ... Wesley Gibson


Morgan Freeman ... Sloan


Terence Stamp ... Pekwar


Thomas Kretschmann ... Cross


Common ... The Gunsmith


Angelina Jolie ... Fox


Kristen Hager ... Cathy


Marc Warren ... The Repairman


David OHara ... Sr. X


Konstantin Khabensky ... The Exterminator


Dato Bakhtadze ... The Butcher


Chris Pratt ... Barry


Lorna Scott ... Janice


Mike Whyte ... Businessman


Felipe Lucchesi


quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Eleições com Palhações




















Ela demora mas chega:eleições 2008.Do jeito que muitas pessoas falam,parece até uma grande novidade que vem pela frente,sendo que sempre é uma repetição com novos textos.Não é necessário nenhuma profunda pesquisa de anos para perceber isso,basta prestarmos atenção nas propagandas eleitorais.Não vou radicalizar e falar que todos candidatos fazem isso que explicarei mas digamos que grande parte deles com certeza faz.
Meses antes de ficarmos em frente à urna eletrônica e decidirmos quem será o escolhido que poderá melhorar a situação do povo ou piorar ainda mais,podemos perceber a mudança radical em cada candidato,que preocupado já com a sua imagem perante o público e futuro eleitor,procura ir à eventos culturais,dar entrevistas,aparecer aqui e ali,sempre passando a imagem de "me preocupo com tudo e todos".Quanto mais próximo da data das eleições,mais são as declarações bombásticas de um candidato para o outro,disputando quem fez "menos" que quem.É considerado "menos",porque sempre no ano das eleições,todos começam a averiguar seus projetos e encaminhá-los o mais rápido possível,para estarem prontos antes da data em que o povo votará,porque daí essas obras poderão ser mostradas no horário político,que tem um único motivo específico desde o dia que foi criado:notarmos a pequena mudança dos textos que os candidatos "lêem" para tentarem assim,ganharem a simpatia do público e mais que isso,seu voto.
Não sei em quem votarei,mas vendo tais candidatos,posso afirmar,que o eleito não será o melhor e sim o menos pior que considerarmos.Será?
Acompanhamos as eleições,assim como uma novela,mas o único problema é que na novela quem decide seu final é o autor e nas eleições,quem decide o final é o povo.A diferença é que o autor nem sempre acerta escrevendo o desfecho final da trama e o povo nunca acerta votando num candidato bom para resolver nosso drama.


Felipe Lucchesi

quarta-feira, 27 de agosto de 2008

Planeta Pipoca

Sou um grande admirador e consumidor de pipoca(principalmente de microondas) admito!São muitos os sabores que os fabricantes dessa maravilha nos proporcionam,mas prefiro a pipoca tradicional,natural mesmo.Curioso em saber se eu era o único que tinha esse fascínio por esse "petisco para ver filmes" e também para ver tv,ouvir música,enfim,cada um a come na hora que acha melhor,resolvi procurar alguma pesquisa e fonte que pudesse me ajudar a tirar essa dúvida.Achei o site "Guia dos Curiosos " e para a minha surpresa,olhem logo abaixo a popularidade dessa minha amiga pipoca.
Pipoca em números:
Nos Estados Unidos, são vendidos 19 milhões de metros cúbicos de pipoca por ano.Atualmente, a razão volumétrica do milho para a pipoca estourada é de 55 para 1.O valor intrínseco dos grãos em uma quantidade de pipoca equivalente a 1 dólar é de 1 centavo. Isso daria um lucro de 75%, se somados os gastos com pipoqueira, sal, manteiga, embalagem, aluguel e intermediário.As três principais cadeias de cinema da Grã-Bretanha vendem, só no país, 16 milhões de baldes de pipoca. Ao preço de 10 reais a porção, o ingleses obtêm mais de 170 milhões de reais líquidos com a venda.O Brasil tem o segundo mercado de pipocas de microondas do mundo, com um consumo de 70 mil toneladas anuais. Perde apenas para os Estados Unidos, onde são consumidas 400 mil toneladas no período.(Fonte:Guia dos Curiosos)
Por mais que eu goste de pipoca,o número de cosumo pelo mundo inteiro é assustador.Num futuro próximo,acredito que estejamos correndo o risco,de a pipoca ultrapassar o limite do microondas e tomar conta das mesas durante o almoço e jantar desse mundo,que consome mais milho que qualquer galo ou galinha.

Felipe Lucchesi

segunda-feira, 25 de agosto de 2008

20 Bienal Internacional do Livro




Há um bom tempo esperando pela 20 Bienal Internacional do Livro,pude visitá-la finalmente na semana passada.O público presente era diferenciado dos que geralmente podemos encontrar em bibliotecas ou qualquer outro estabelecimento em que a riqueza de cultura esteja em um livro.Por que?Porque,talvez não a maioria,mas boa parte das pessoas,estava se deliciando com guloseimas,estátuas que se mexiam e bonecos grandes,que fizeram mais sucesso que qualquer best-seller que "morava provisoriamente na Bienal".Além de o ingresso ser pago(10 reais inteiro),quem sabe esteja aí uma fuga dos organizadores para afastar esse tipo de público,que marca presença apenas para "fazer um passeio diferente" e não sendo um público-alvo de fato,contava com um determinado espaço destinado aos universitários ou não-universitários,que reunia famosos da área de Jornalismo e tantas outras,batendo um papo sobre a área e tirando dúvidas dos espectadores.Até aí a idéia é genial,mas o problema entra,quando essa idéia que tinha tudo para ser bem sucedida,acaba por se deteriorar,por cobrar à parte o ingresso para o espectador ter acesso à sala em que o debate seria realizado.Acho que para uma Bienal do Livro,poucos eventos deveriam ser cobrados,até porque sabemos que um fator que influencia demais a distância do leitor com o livro,é o custo de compra ou transporte para o "aluguel" gratuito.É evidente que sei dos vários empecilhos que os organizadores devem ter que passar,para conseguirem que a Bienal seja realizada e muito bem organizada,mas também tenho que expor aqui o que vi e senti,nesse evento tão querido e esperado por mim e por tantas pessoas,que o aguardam a partir do dia seguinte que ele termina,tendo dois anos de espera e procurando sempre novidades e "facilidades" na sua próxima "vinda".
Tirando esse lado "político-social" da Bienal...
Cheguei quase em cima da hora do bate-papo com Lygia Fagundes Telles e Maria Adelaide Amaral no espaço:"Salão de Idéias Volkswagen".Sentei perto do palco,ansioso em conhecer essas personalidades da literatura brasileira.
Em cerca de uma hora e quinze minutos,Lygia Fangundes Telles e Maria Adelaide Amaral mostraram muito bom humor e carisma com o público,ensinando muito à todos presentes.Fiquei muito feliz com essa oportunidade que tive e o quanto pude aprender com essas duas mulheres,que enriquecem o nosso acervo intelectual e cultural.
Andando pela exposição pude ver:Walcyr Carrasco,Ziraldo,André Vianco,Geraldo Alckmin,Eduardo Suplicy,entre outros.
Minha "fome de cultura" já melhorou um pouco depois de tudo isso,porém,continuo procurando "alimentos".

Felipe Lucchesi

quinta-feira, 21 de agosto de 2008

Eu sou o jurado !

Gosto muito de acompanhar esses novos programas que estréiam na televisão,que meses antes de sua estréia,as propagandas com muitos efeitos visuais,frases e trechos do programa interessantes,tentam atrair o telespectador.
Vi a estréia do programa:"Ídolos" na Rede Record,com a apresentação de Rodrigo Faro,tendo como jurados:Luis Calainho,Marco Camargo e Paula Lima.
O apresentador desperta a atenção do telespectador,por conta de seu jeito divertido e expontâneo,já os jurados,demonstram que não têm nenhuma afinidade um com o outro,falando cada um na vez do outro,atuando e disputando ao mesmo tempo,para ver quem ganha em questão de ser chato(considerado na visão deles:profissional) e arrogante com o candidato,que até tenho que concordar que alguns são "sem-noção" e ultrapassam do limite,mas também tenho que reconhecer que para um programa que busca profissionais para julgarem candidatos em busca da fama,seria mais fácil pegar pessoas anônimas e falarem para elas construírem personagens arrogantes,que teria o mesmo resultado do júri desse programa.
Pensei eu,que depois do primeiro programa ser exibido e depois de toda a atuação dos jurados,que disputavam também com os candidatos,no quesito "exibicionismo",que fosse mudar para melhor,já que poderia contar com um público presente,que se interessou em continuar vendo.A verdade é que não mudou nada e agora a única coisa que podemos fazer é esperar o próximo programa:"O Aprendiz" com a apresentação de Roberto Justus,que por mais que seja em certos momentos arrogante com os candidatos,assume para a mídia que faz um personagem por se tratar de um "reality show" e que de certa forma,podemos até aprender com uma dica ou outra envolvendo publicidade,marketing e "o que falar na hora certa".
Atenção Record:Você está humilhando candidatos,tirando seus sonhos e constrangendo nós telespectadores.
Atenção candidatos:Pensem melhor se não vale mais a pena,se tornarem "Astros" ao invés de "Ídolos",pelo menos lá há um meio termo de "vilões e bons moços".

Felipe Lucchesi

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Diego Hipólyto

A determinação de um atleta e patriotismo de um brasileiro,marcou o quanto Diego Hipólyto pode orgulhar um país que torce por ele,independente de trazer medalhas ou não.Diego pode não ter trazido medalha alguma,mas trouxe à todos nós brasileiros,uma paixão pelo o que faz e uma vontade de vencer,que vai muito além do que muitos atletas conseguem adquirir e expor numa carreira esportiva inteira.

Felipe Lucchesi

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

O assustado e os sonhos

Hoje conheci o verdadeiro efeito da gíria:"acordar no susto".Posso dizer que foi um susto muito agradável e logo em seguida,uma fila de boas realizações.Eu explico !!!
Acordei com o telefone tocando.Ao atender,minha mãe do outro lado da linha,muito feliz para me dar a boa notícia.Ainda não acreditando no que eu acabara de escutar,esperei ela chegar em casa para ter certeza.Na noite anterior,eu havia tomado um susto nessas ruas perigosas da cidade e tido uma noite com seguidos pesadelos.
Depois de muita conversa,finalmente me entreguei ao que todos falavam e resolvi acreditar no destino.Comprei aquilo que queria já há muito tempo e fiquei muito feliz e realizado.Para completar esse ótimo dia que tive,meu artigo foi publicado no jornal:"Diário de São Paulo" e minha poesia ficou entre as 100 mais lidas de um site que mando meus textos.Quer um dia melhor que esse?Só sonhando !!! risos


Abração !!!!

domingo, 10 de agosto de 2008

Zapiando e escrevendo !

Começou a maratona de jogos olímpicos e a torcida para que os atletas brasileiros tenham um bom desempenho,independente de trazerem ou não medalhas.Acordei logo cedo para ver o espetáculo de abertura e não me arrependi,porque os efeitos especiais e a criatividade dos chineses foi algo marcante e incrível.
Mudando de assunto...
Terminei um drama que queria há algum tempo escrevê-lo.Fiquei feliz com o resultado e não fui o único.Já tenho algumas histórias encomendadas para ficarem tão ótimas quanto ou ainda melhor.Minha pasta está ficando cheia ! Eba !!!
A Bienal do Livro está chegando e eu estou aqui apenas esperando ansioso.Não sei o dia exato que visitarei a feira,mas é claro que estou preparado com a minha programação atualizada em mãos,para assim quando decidir ir,escolher um ótimo dia com personalidades que admiro para ver serem entrevistadas.
Hoje meu artigo foi publicado na revista Isto É.Dessa vez escrevi sobre o espetáculo circense que o Gilberto Gil participou enquanto esteve responsável pelo Ministério da Cultura.
Agora vou começar a escrever minha próxima história !


Abração ! Cuidem-se !!!!

Felipe Lucchesi

terça-feira, 5 de agosto de 2008

Paparazzi


Duas fotos muito especiais ! Uma com o querido Luiz Fernando Guimarães e outra com o Samuel Rosa do Skank.Fiz questão de colocá-las aqui para relembrar e fazer vocês conhecerem esse meu lado "paparazzi" de viver.risos
Gostaram???

Abração !

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Aniversário ! ! !

20 anos ou duas décadas...Depende apenas se os vê passar ou se os sente passar.

Felipe Lucchesi