terça-feira, 23 de setembro de 2008

Um dia sem carro-Sinal vermelho

Pode até parecer um pesadelo para os motoristas,mas com certeza para os pedestres,um dia pelo menos sem carro já é um grande alívio.Pessoas se juntaram e promoveram o dia “de não andar de carro”.Essa é uma longa caminhada,mas só de ver os primeiros passos daquelas pessoas que só usam os seus pés para pisarem em freio,acelerador,etc,foi muito satisfatório.Esse dia mostra à todos nós,que São Paulo ainda nem engatinha diante de todo esse aprendizado um tanto inovador num tempo de modernidade que não há limites.
Sou um pedestre muito feliz,que ando e caminho mas admito que quando posso andar de carro,logicamente que não nego tal “proposta indecente” porque como sempre digo:”gosto de ser pedestre e usar transporte público,mas também tenho que admitir que carro além de dar conforto,também não entra em greve e está vinte quatro horas à sua disposição”.Quem sabe se os transportes públicos oferecessem bem mais do que oferecem hoje em dia,nem precisássemos dessa campanha,estimulando os motoristas a saírem do sedentarismo.


Felipe Lucchesi

Nenhum comentário: